A impotência masculina acabou!

1 – Onde aprendemos o quanto o homem sempre temeu “falta de voz”

O colapso sexual e a impotência atormentam o homem para sempre. wafer gravado velho 3700 anos, encontrado no templo da deusa Ishtar na Babilônia, Mesopotâmia, contêm encantamentos para fazer do homem: “Que o vento sopra, que ferve o bosque Deixe meu poder flui como o! água do rio, deixe meu pênis ser enfaixado como a corda de uma harpa “. No Satiricon , escrito sob Nero, o poeta Petronius descreve a “vergonha” de Encolpe quando seu desejo “trai” o jovem Circe. “Indignada” , ela volta com um mago que passa um fio colorido ao redor do infrator, exclamando: “O Priape,O deus Priapo, enfeitado com um falo sempre ereto, o conhecemos: o termo médico “priapismo” vem dele. Só não precisamos convocá-lo para evitar um colapso sexual. Hoje, para ouvir especialistas médicos em sexualidade masculina, sejam psiquiatras, urologistas, andrologistas ou sexólogos, todas as fraquezas, quase ou quase viris, podem ser curadas. A antiga maldição dos homens é levantada. Agora temos uma gama de tratamentos para tratar quase todas as formas, mesmo que sejam crônicas. A ejaculação precoce é curada. Até mesmo um paraplégico é curado. Nós não vamos mais morrer, como diz a gíria

“Este é um momento histórico: deve ser entendido que entre rupturas ocasionais, repetidos fracassos de origem psicológica, impotência associada a doenças graves como diabetes ou câncer, ou atribuídas à fadiga do envelhecimento, muitos homens viviam e ainda vivem com medo da perda de sua vida sexual, e até recentemente não havia nenhum tratamento real, nenhum afrodisíaco, muitos homens estavam experimentando produtos duvidosos ou perigosos “. Volúvel, entusiasta, Philippe Brenot conta a mudança de época. Este psiquiatra, autor de um dos poucos estudos sobre a história da impotência (impotência masculina , The Spirit of Time, 1994),com o paleoantropólogo Pascal Picq um livro dedicado às diferenças entre a sexualidade primata e humana ( Sex, Man and Evolution , Odile Jacob, 2009). Ele é um dos animadores da Associação interuniversitária-universidade de sexologia (AIHUS), que reúne quinhentos sexólogos, médicos e não-médicos. Em março passado, ela realizou uma reunião dedicada ao “casal e sua sexualidade”, onde muito foi dito sobre o tratamento de “disfunções eréteis” . Philippe Brenot: “Hoje, os médicos não falam mais de impotência Este é um termo vago, preocupante que não leva em conta a diversidade de condições de masculinidade .. Tratar alguém “desamparado” significa que “ele não é mais um homem”, mais um ser por direito próprio. É um insulto, como “frígido” para as mulheres. Preferimos falar de “distúrbios eréteis”, com várias causas, exigindo cada tratamento adequado.

A disfunção erétil é caracterizada pela regularidade ou repetida incapacidade para obter ou manter uma ereção é uma complicação comum de tratamentos para o câncer de próstata, incluindo a prostatectomia e destruição Da próstata por radiação externa, embora a próstata não é necessária para obter uma ereção. A disfunção eréctil (DE), impotência sexual, é muito comum distúrbio sexual masculino em que ter uma ereção se torna difícil.

 O principal hormônio sexual do homem. Uma diminuição de testosterona TEM SIDO associada com um diminuição na libido e o desempenho sexual, porque os circuitos cerebrais e os tecidos do pênis são dependentes destes níveis de hormônios (1, UMA porcentagem significativa de Homens com baixos níveis de testosterona permanece com desempenho sexual inalterada).

EM um estudo com 262 Homens que sofrem de baixo desejo sexual, mais de 60% relataram melhorias com Power Blue Funciona .Com o envelhecimento, OS Homens enfrentam alguns Desafios Na saúde, Como patologias associadas com o declínio dos níveis de testosterona. Este fenômeno levou alguns especialistas um pronunciarem que existe um Tipo de menopausa ” para o homem, não tão drástica como para a mulher, a qual foi chamada de andropausa. Para resolver problemas com sintomas de impotência sexual, clique em Power Blue funciona.